Notícia

Exposição destaca talento de artesãos piauienses no Rio de Janeiro

“É um prazer participar desse momento e aproveito para agradecer em nome de todos os piauienses à prefeitura de Niterói e a todos os responsáveis por esse lindo projeto. Aqui a gente encontra as obras de figuras como o mestre Expedito, que com seu dom e transforma madeira em obra de arte. Junto com os outros mestres, é responsável por tornar a nossa arte santeira conhecida em todo o mundo”, afirma o deputado e ex-secretário de Cultura do Estado.

135533bc-29fe-4e38-924d-7ed86eb780ab

Na abertura da exposição, Fábio Novo fez questão de falar um pouco de um Piauí que nem todos conhecem. “Esperança Garcia, uma piauiense, foi a primeira mulher negra do Brasil que escreveu uma carta denunciando os maus tratos que sofria. Também foi no Piauí que travamos a Batalha do Jenipapo, a luta de piauienses pela independência do Brasil. Não vencemos a batalha, mas enfraquecemos Portugal. Perdemos muitos heróis, homenageados todos os anos no dia 13 de março”, completa.

A exposição segue até agosto, no Museu Janete Costa. Já nas primeiras horas, após a abertura, cerca de 70% das peças foram vendidas. A curadoria é assinada pelo professor de artes da Universidade Federal Fluminense, Jorge Mendes. Por lá, o público vai poder conferir os trabalhos dos mestres Kim, Cornélio, Expedito, Costinha, João Santeiro, Dico, Paquinha e Dezinho.

O Museu Janete Costa de Arte Popular foi inaugurado em 2012 e situa-se em dois sobrados de 1862 com fachadas neoclássicas. Seu nome é uma homenagem à arquiteta, pesquisadora e especialista em arte popular brasileira, Janete Costa, pernambucana que viveu parte de sua vida em Niterói.

Gabinete: Avenida Marechal Castelo Branco, nº 201 - bairro Cabral - Teresina-Piauí
Telefone: (86) 3133-3169
marca rodape
© Todos os direitos reservados Fábio Novo 2014